Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / TRISTE!

Rita Lee considerou eutanásia ao descobrir câncer no pulmão: "Morrer com dignidade"

Em novo livro, Rita Lee revela que considerou eutanásia para evitar dores e complicações durante luta contra câncer no pulmão

Matheus Aguiar
por Matheus Aguiar
[email protected]

Publicado em 24/05/2023, às 10h37

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Rita Lee considerou eutanásia ao descobrir câncer no pulmão: "Morrer com dignidade" - Reprodução/Instagram
Rita Lee considerou eutanásia ao descobrir câncer no pulmão: "Morrer com dignidade" - Reprodução/Instagram

Na última segunda-feira (22), após o lançamento do livro Rita Lee: Outra Autobiografia, foi revelado que a cantora Rita Lee chegou a considerar a eutanásia após ser diagnosticada com câncer no pulmão. O método consiste em provocar, intencionalmente, a morte de um paciente em estado terminal.

De acordo com o relato da própria Rainha do Rock, ela chegou a sofrer crises de pânico ao descobrir a doença, principalmente por ter presenciado o sofrimento da mãe durante um tratamento contra um tumor. As informações são do Splash, do UOL.

"Contei [ao chefe da área de oncologia do hospital] do trauma que ficou em mim por ter visto sofrimento da minha mãe fazendo esses dois procedimentos quando teve câncer. Eu disse a ele [ao médico] que minha vida tinha sido maravilhosa e, que por mim tomava o 'chazinho da meia-noite' para ir desta para melhor", diz ela em um trecho.

A artista sonhava em ter uma morte antes de sentir na pele as complicações da doença: "Que me deixassem fazer uma passagem digna, sem dor, rápida e consciente; queria estar atenta para logo recomeçar meu caminho em outra dimensão. Sou totalmente favorável à eutanásia. Morrer com dignidade é preciso".

Apesar disso, o amor pela família a fez mudar de ideia e iniciar o tratamento contra o câncer. "O amor dos boys Carvalho/Lee me fez optar por aceitar fazer o tratamento, porque, se fosse por mim, adeus mundo cruel na boa", completou.

Rita Lee morreu aos 75 anos, em São Paulo, no início deste mês. Além de uma trajetória histórica na música brasileira, a artista deixa o marido Roberto de Carvalho e os três filhos Beto, João e Antônio Lee.

REVELAÇÕES

A cantora Rita Lee revelou que fumou demais durante um período da vida. Falecida no início de maio após lutar contra um câncer de pulmão, a famosa teve uma autobiografia lançada postumamente em que conta os hábitos muito pouco saudáveis que manteve.

Em um dos trechos do livro Rita Lee: Outra Autobiografia, a famosa contou que, por algum tempo, não apenas fumava em excesso como trocava a comida pelo cigarro. Além dos efeitos nocivos diretamente à saúde, ela emagreceu muito nessa época.

Não perca nada sobre as celebridades: siga a Contigo! no Instagram.