Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / MUNDO

Chocante! ‘Feto parasita’ é retirado de crânio de bebê

Médicos revelam detalhes do diagnóstico da condição rara

Redação Contigo! Digital Publicado em 27/06/2024, às 21h28 - Atualizado às 22h11

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Estudo foi divulgado nesta semana - Foto: American Journal of Case Reports
Estudo foi divulgado nesta semana - Foto: American Journal of Case Reports

A revista científica American Journal of Case Reports divulgou nesta semana que um feto parasita foi retirado da cabeça de uma bebê de um ano. De acordo com informações divulgadas pela publicação, a criança foi internada por causa da incapacidade de ficar em pé e um aumento do perímetro da cabeça.

A malformação rara é conhecida cientificamente como fetus in fetu e normalmente ocorre na região posterior do abdômen. No entanto, no caso da criança chinesa, o feto começou a se desenvolver na cabeça, o que tornou o caso grave.

Segundo especialistas, o feto parasita também pode crescer no sacro e na boca, sendo mais comum nos casos em que aparece no retroperitônio. O diagnóstico foi feito após exames detalhados de imagem e observação do crescimento anormal da cabeça da paciente.

A menina, que não teve identidade revelada, carregava o feto que já estava medindo 18 centímetros e tinha desenvolvido olhos, cabelo e braços. Ela foi submetida a um procedimento cirúrgico delicado, mas não resistiu e veio a óbito 12 dias após.

O estudo mostra que o parto da bebê foi realizado com 37 semanas após exames apontarem que o perímetro cefálico estava maior que o normal. Ao nascer, médicos confirmaram que o caso exigia máxima atenção por se diferenciar de outros bebês recém-nascidos. 

A bebê não apresentava sintomas que indicasse o feto parasita, mas médicos desconfiavam de que o problema era um tumor. Uma tomografia foi feita e revelou a presença de tecidos moles e ossos dentro do crânio.