Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / COBRA

Homem encontra esposa desaparecida dentro de cobra de 9 metros

Homem que procurava pela esposa desaparecida na Indonésia encontra o corpo da companheira dentro de cobra píton de 9 metros; saiba mais

Redação CONTIGO! Publicado em 03/07/2024, às 15h17

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Homem encontra esposa desaparecida dentro de cobra de 9 metros - Reprodução/O GLOBO
Homem encontra esposa desaparecida dentro de cobra de 9 metros - Reprodução/O GLOBO

Um homem que procurava pela esposa desaparecida na vila de Siteba, província de Sulawesi do Sul, na Indonésia, encontrou o corpo da companheira de 36 anos no ventre de uma cobra píton de 9 metros, nesta quarta-feira (3).

O indonésio, identificado apenas como Idul, estava buscando pela esposa, chamada Siriati, desde a manhã desta terça (2), quando a moça saiu de casa para comprar remédios para o filho do casal que está doente. 

Ele se deparou com a calça e os sapatos da esposa a cerca de 500 metros da casa da família. Perto dos pertences, Idul avistou a cobra ainda viva. Ele, então, pediu ajuda a vizinhos para abrir o estômago da serpente, onde estava o corpo de Siriati.

As cobras pítons são nativas da Ásia e da África e não ocorrem naturalmente no Brasil. Elas estão entre as maiores sepertes do mundo, não são peçonhentas e matam por constrição. As pítons são capazes de engolir animais de grande porte devido a um tecido elástico que conecta a sua mandíbula ao crânio. 

cobra

MULHER É PRESA ACUSADA DE ABRIR BARRIL DE VINHO E PROVOCAR PERDA DE 13 MILHÕES

Uma ex-funcionária de uma vinícola em Valladolid, na Espanha, foi presa sob acusação de ter provocado a perda 60 mil litros de vinho, o equivalente a 2,5 milhões de euros, cerca de R$ 13 milhões. As autoridades acreditam que seja ela a pessoa que aparece em um filmagem de segurança abrindo a torneira de um barril.  

O incidente ocorreu no dia 18 de fevereiro. Uma gravação daquele dia mostra uma pessoa encapuzada abrindo a torneira de um barril que continha 60 mil litros de vinho da cepa de 2021.

A Guarda Civil de Valladolid apurou que a mulher presa tinha um contrato temporário com a vinícola e que havia sido demitida dois dias antes do ocorrido. Ela foi solta após dar depoimento e responderá em liberdade.