Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / HISTÓRIA DE VIDA

Mãe muda de profissão após morte do filho: 'Continuar'

Mãe decidiu seguir nova carreia após perder o filho no Mato Grosso

Redação Contigo! Digital Publicado em 05/07/2024, às 17h49

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Débora Ávilla perdeu o filho após complicações causadas pela fumaça
Débora Ávilla perdeu o filho após complicações causadas pela fumaça

Débora Ávila, uma das mais de 400 brigadistas que atuam na linha de frente do combate ao fogo do Pantanal, no Mato Grosso do Sul, mudou de profissão após a morte do filho aos cinco meses de idade em 2020. A mudança de carreia foi explicada em entrevista ao Jornal Nacional.

De acordo com Ávila, Gabriel David usava oxigênio portátil por conta de um problema de saúde no pulmão. Naquele ano, a fumaça de um incêndio provocado na mata invadiu Corumbá, município da estado, o que agravou a saúde do pequeno que veio a óbito.

"Ele já veio com problema no pulmão. Ele tinha que ter ar puro, e a fumaça sufocou ele. A fumaça invadiu a cidade, queimada. Então, ele veio a óbito por conta da fumaça", relatou ela ao telejornal do horário nobre da Globo. 

Leia também:Cantora entra para o OnlyFans e fatura com cliques dos pés

A mudança de carreira veio em 2023 após um período de preparação. Débora decidiu entrar para a brigada para evitar que mães com filhos nas mesmas condições que Gabriel não passem pelo mesmo luto. Para isso, ela atua incansavelmente no combate ao incêndio florestal.

"Se a gente continuar fazendo o nosso papel - brigadistas, Prevfogo, todos -, se a gente continuar fazendo o que a gente está aqui para isso, então tem muita família que vai ficar um pouquinho mais com o seu filho”, disse ela durante a reportagem.