Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / SÃO PAULO

Motorista escapa por segundos de colisão violenta com ônibus após condutor passar mal

Motorista deixa carro estacionado 30 segundos antes de ônibus colidir na Zona Leste de São Paulo; veja

Redação CONTIGO! Publicado em 27/06/2024, às 15h41

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Motorista escapa por segundos de colisão violenta com ônibus após condutor passar mal - Reprodução/Twitter
Motorista escapa por segundos de colisão violenta com ônibus após condutor passar mal - Reprodução/Twitter

Um motorista escapou por um triz de se ferir na colisão entre o seu carro e um ônibus na Avenida Gabriela Mistral, na Penha, Zona Leste de São Paulo, nesta quarta-feira (26). Uma câmera de segurança gravou o homem deixando veículo cerca de 30 segundos antes do choque com o ônibus, que deixou o automóvel destruído. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o condutor do coletivo perdeu o controle do volante após um mal súbito. Ninguém se feriu. 

O motorista estacionou o carro parcialmente em cima da calçada, em uma área proibida para o estacionamento. Ele foi pegar remédios para a esposa em um posto de saúde na avenida. Não havia ninguém no veículo.

Pouco antes da colisão, o ônibus da Viação Metrópole Paulista parou em um ponto há alguns metros do local do acidente para pegar passageiros. Em seguida, houve o choque, que deixou o carro estraçalhado

"Foi constatado que o motorista do ônibus perdeu o controle do veículo, após sofrer um mal súbito, causando na colisão. Não houve vítimas e as partes foram orientadas a registrar o boletim de ocorrência junto à Polícia Civil – o que não ocorreu até o momento", informou a Secretaria da Segurança Pública em nota. 

CASAL SE CONHECEU APÓS A PERDA DOS NOIVOS EM ACIDENTES NA MESMA AVENIDA

Nove anos separaram os acidentes de moto que provocaram a perda da noiva do empresário Edgar Campos, 47 anos, e do noivo da assistente financeira Magali Lázara Campos, de 41 anos, na Avenida Brasil, em Belo Horizonte. Anos depois, os dois se conheceram por uma coincidência e, há 1 mês, se casaram.

"Perdemos nossos noivos na mesma avenida: os dois morreram de acidente de moto, em setembro, mas em anos diferentes. O dela morreu em 2004 e a minha, em 2013", contou Edgar ao UOL. À época dos respectivos acidentes, o rapaz estava em um relacionamento de 7 anos e Magali estava em uma relação de 8 anos. 

Edgar e Magali se conheceram por meio do trabalho. Ela atuava em uma empresa da qual ele era cliente. A interação entre os dois era restrita ao profissional até o momento em que descobriram terem sido vítimas de tragédias muito parecidas.