Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / SAÚDE

Trinta e quatro pessoas morrem na Índia após ingestão de bebida álcoolica adulterada

Mais de 100 pessoas são hospitalizadas e 34 mortas após consumo de bebida álcoolica misturada com metanol na Índia; veja

Redação CONTIGO! Publicado em 20/06/2024, às 13h49

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Trinta e quatro pessoas morrem na Índia após ingestão de bebida álcoolica adulterada - Reprodução/Twitter
Trinta e quatro pessoas morrem na Índia após ingestão de bebida álcoolica adulterada - Reprodução/Twitter

Trinta e quatro pessoas morreram no sul da Índia após consumirem bebida álcoolica adulterada. Autoridades do estado de Tamil Nadu acreditam que o número possa crescer. O líquido estava misturado com metanol. 

Mais de 100 moradores do distrito de Kallakuruchi foram hospitalizadas após ingerirem a bebida contaminada. A Polícia local prendeu dois suspeitos de terem comercializado o produto prejudicial à saúde. Também foram realizadas demissões de servidores públicos devido à suspeita de negligência. 

As mortes por consumo de bebidas álcoolicas adulteradas são frequentes na Índia. Esses líquidos são produzidos de maneira ilegal por pequenas destilarias. Eles são populares devido ao menor preço. 

O metanol, comumente adicionado às bebidas álcoolicas, está associadas a graves riscos a saúde. "A ingestão e a inalação acidental ou intencional de produtos que contenham metanol
em sua composição pode provocar intoxicação aguda, cujos efeitos iniciais podem ser:
depressão do Sistema Nervoso Central (SNC) e irritação do trato gastrointestinal", explica a página online da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

FALECIMENTO DE PILOTO DE 9 ANOS É INVESTIGADO COMO MORTE SUSPEITA

Morreu nesta segunda-feira (17), aos 9 anos, o piloto argentino Lorenzo Somaschini. O menino estava hospitalizado desde a última sexta-feira (14), quando sofreu uma grave queda no Autódromo de Interlagos, durante um treino livre do evento de motociclismo SuperBike Brasil. Segundo o G1, o caso está sendo investigado como morte suspeita. 

De acordo com o site, um boletim de ocorrência foi registrado como morte suspeita. A investigação será realizada pelo 48º DP (Cidade Dutra). Segundo explicou o ministro do Supremo Alexandre de Moraes em uma entrevista ao Estadão no passado, "A morte suspeita é aquilo que o delegado não pode colocar como homicídio, latrocínio ou lesão. É algo em que há dúvida mesmo".

Lorenzo caiu da moto durante uma manobra em alta velocidade na curva do Pinheirinho. Ele foi socorrido por uma equipe médica e levado de ambulância até o Hospital Geral da Pedreira. No sábado, foi transferido para o Hospital Albert Einstein em estado grave, não resistiu aos ferimentos e faleceu na noite desta segunda-feira.