Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / EITA!

Deborah Secco e Hugo Moura tinham relacionamento aberto: “Não vou mais ser a corna”

Separados após 9 anos, Deborah Secco e Hugo Moura tinham relacionamento aberto e atriz deu detalhes sobre intimidade do ex-casal

Luisa Scavone
por Luisa Scavone
[email protected]

Publicado em 04/04/2024, às 12h34

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Relacionamento aberto de Deborah e Hugo - Reprodução/ Instagram
Relacionamento aberto de Deborah e Hugo - Reprodução/ Instagram

Após nove anos juntos, Deborah Secco e Hugo Moura anunciaram o fim do casamento. Eles, que são pais da pequena Maria Flor, viviam em um relacionamento aberto, que já foi exposto pela atriz em algumas entrevistas.

Em junho de 2023, em um bate-papo no podcast PodDelas, a artista revelou que por que decidiu abrir o seu relacionamento. “É aberto porque a gente é muito conectado, a gente é muito fechado, então a gente pode brincar com isso. Isso é só uma brincadeira para a gente”, declarou. “Ele não é aberto, ele é negociado, mas não era [aberto] desde o começo. Desde que surgiu a primeira possibilidade, a gente vai meio que conversando”.

Para Deborah, manter o casamento com esse acordo era positivo, já que garantiu que o importante seria ver o marido feliz. “Ele é um menino muito jovem, ele casou comigo muito jovem, com 23 anos, e eu uma mulher que vivi muito, que me apaixonei muito, experimentei muito. Para mim, está tudo certo”. Inclusive, ela ainda ressaltou: “Se quiser me contar, ótimo. Se não quiser me contar, ótimo também”. Entretanto, para Deborah Secco era fundamental que o marido abrisse o jogo caso perdesse o interesse na relação.

Honestidade na relação

Em janeiro deste ano, ela voltou a falar sobre o assunto e afirmou: “Eu não vou mais ser a corna, a idiota, não quero esse lugar para mim. Eu sou casada com o cara que eu mais amo, meu melhor amigo, pai da minha filha, eu não posso mentir para esse cara".

Mesmo assim, segundo ela, o diálogo era uma constante no relacionamento. "Talvez em um momento em que a gente esteja frágil seja melhor fechar a relação, porque a gente pode se perder. Talvez num momento em que a gente esteja forte, pode se divertir e o sexo ser um sexo casual que não interfira no que a gente sente um pelo outro", dividiu.