Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / POLÊMICA

Ex de Ana Hickmann desviou R$ 41 milhões e falsificou assinaturas; aponta laudo

Empresário Alexandre Correa, ex de Ana Hickmann, desviou R$ 41 milhões da empresa em que era sócio com a apresentadora; aponta novo laudo

Gabriel Motta
por Gabriel Motta
[email protected]

Publicado em 15/02/2024, às 19h18

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Alexandre Correa foi acusado de desviar R$ 41 milhões da empresa que era sócio com  Ana Hickmann - Reprodução/Instagram
Alexandre Correa foi acusado de desviar R$ 41 milhões da empresa que era sócio com Ana Hickmann - Reprodução/Instagram

A disputa judicial entre Ana Hickmann e seu ex-marido, Alexandre Correa, está longe de acabar. Meses após dizer que foi roubada pelo empresário, um novo laudo pericial aponta que a estrela da Record pode ter sido alvo de um rombo de cerca de R$ 41,8 milhões.

Segundo informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o veterano teria transferido a montante da empresa da qual ambos eram sócios, a Hickmann Serviços Ltda., para suas contas particulares. Além disso, o documento, destaca que os saques foram ocultados na contabilidade da empresa, em uma ação de 'manipulação' para enganar sócios e credores.

O laudo, assinado pelo perito Cláudio Wagner, conta com 34 páginas e também aponta que Alexandre Correa emitia notas fiscais frias e falsificou diversas vezes a assinatura da ex-esposa. “O surpreendente das movimentações financeiras não se limita ao montante transferido, mas sim à forma dissimulada como essas saídas foram contabilizadas”, diz um trecho do documento.

Em outro trecho, o perito ainda aponta que a manobra feita pelo empresário “caracteriza claramente uma fraude contábil, pois oculta na contabilidade os saques efetuados por Alexandre Bello Correa. Além disso, não evidencia integralmente e de forma correta o débito dele junto a empresa referente aos respectivos saques. Ou seja, é uma verdadeira manipulação dos relatórios financeiros que acaba por enganar sócios e credores”.

Ao todo, foram descobertas 1.423 transferências entre os anos de 2018 e 2022. Elas foram realizadas por internet banking do banco Itaú. Para não chamar atenção, as saídas foram identificadas como despesas. Além disso, entre 2022 e 2023, foram identificadas 32 notas frias que somadas chegam a quase R$ 5 milhões.

Em resposta, o advogado de Alexandre Correa, Enio Murad, rebateu as pontuações feitas pelo perito e disse à Folha que Ana Hickmann “não conseguiu provar nada do que alega”. ele também chamou as afirmações de “falsas”.

ALEXANDRE CORREA PODE SER PRESO

No último domingo (11), o empresário Alexandre Correa descumpriu a ordem de medida protetiva solicitada pela apresentadora Ana Hickmann e ficou em frente à casa da ex-mulher durante 45 minutos. Agora, o homem corre risco de ser preso a qualquer momento.

Ao Portal Leo Dias, a advogada Fabiana Oliveira afirmou que o descumprimento da ordem judicial pode, sim, causar a prisão do empresário. Estabelecido em novembro do ano passado, o documento decretou que Alexandre Correa deveria manter uma distância de, no mínimo, 500 metros da ex-mulher.

Inclusive, por esse motivo, ele não podia levar e buscar o filho Alezinho na casa da funcionária da Record - nos dias que tem direito à visita, os avós paternos é que são os responsáveis por fazer o intermédio entre pai, filho e mãe.