Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / EM BREVE

Obras de arte luxuosas de Hebe Camargo avaliadas em R$ 627 mil vão a leilão

Cerca de 90 obras de Hebe Camargo irão a leilão em breve em galeria de São Paulo; lances iniciais podem chegar a R$ 100 mil

Gabriel Motta
por Gabriel Motta
[email protected]

Publicado em 23/02/2024, às 18h05

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Obras de arte de Hebe Camargo serão leiloadas - Reprodução/SBT
Obras de arte de Hebe Camargo serão leiloadas - Reprodução/SBT

Falecida em 2012, Hebe Camargo terá seu acervo de obras de arte expostas em um leilão no próximo dia 4 de março. Ele será exposto entre os dias 26 de fevereiro de 2 de março na galeria do leiloeiro James Lisboa, em São Paulo.

Apenas com o valor mínimo de cada obra, o acervo está avaliado em R$ 627 mil, segundo o jornal O Globo. Serão 90 itens de sua coleção, cujos lances iniciais chegam a R$ 100 mil -- sendo duas pinturas de Carlos Araújo.

Gravuras de Marcelo Grassmann, óleos de Rubens Gerchman, Aldemir Martins, entre outros, estão dentre os 50 artistas que estão no catálogo. Pinturas de Chico Anysio, "Paisagem Mineira", "Campos do Jordão" e "Praia Nordestina", também serão leiloadas.

A apresentadora Hebe Camargo morreu em 29 de setembro de 2012, apenas dois dias após assinar um contrato para retornar ao SBT. Antes, a rainha da TV brasileira havia passado um período como contratada da RedeTV!.

JOIAS DE HEBE FORAM FURTADAS

A empresária Lilian Gonçalves, filha do cantor Nelson Gonçalves, morto em 1998, foi alvo de um furto de joias na semana passada, em sua casa no Alto de Pinheiros, bairro de alto padrão na Zona Oeste de São Paulo. Entre os itens furtados, pelo menos sete peças, avaliadas em quase R$ 3 milhões, já fizeram parte do acervo da apresentadora Hebe Camargo, que faleceu em 2012.

Em entrevista ao G1, a socialite revelou ter pago ter pago US$ 600 mil (R$ 2.928.660,00 na conversão atual do dólar para o real), para se tornar a proprietária das sete peças icônicas da dama da TV brasileira. "O que mais pesa para mim é o valor sentimental. Hebe era uma deusa, minha amiga", lamentou.